Pintura em tecido

A pintura em tecido é uma técnica muito recomendada para quem gosta de artesanato e deseja economizar. Isso porque ao contrário da pintura em tela, a técnica pode ser feita com materiais mais baratos. Há vários tipos de tecido que podem ser usados, desde os mais leves e rebuscados aos mais acessíveis. Um dos mais utilizados é o pano de prato, que serve não apenas como objeto decorativo, mas tem grande utilidade na cozinha. Outras opções são toalhas de banho ou mesa, camisetas e conjuntos para banheiro.

Antigamente, a pintura era feita por meio de moldes, que funcionavam como decalques. Eles eram presos sob o tecido com o apoio de alfinetes. A vantagem dos decalques é que eles são excelentes para quem não possui muito domínio. Atualmente, são usados riscos feitos diretamente no tecido, que servem apenas como base. É recomendável usar lápis para os contornos, assim após a lavagem, permanece apenas a tinta.

Qualquer tipo de desenho pode ser usado na técnica. Os mais comuns são: flores, frutas, animais, jarra de suco, bebês e símbolos de Natal. As ilustrações contam com efeitos de luz e sombra, dando um toque especial às peças.

Há uma grande variedade de tons disponíveis para tintas de tecido, o que garante inúmeras possibilidades de efeitos. As tonalidades foscas são usadas com frequência. Já a tinta dimensional é ideal para contorno em alto relevo. A versão puff, após a secagem, deve ser ativada com o ferro de passar roupas, dando um efeito semelhante a lã de carneiro. A tinta glitter dá um toque de brilho para acabamento de temas infantis. Outros tipos disponíveis são a tinta metálica, fluorescente, aquarela e acqua.

Para tecidos mais finos, como é o caso de camisetas, é recomendável colocar um papelão na parte interior para que a pintura não manche a parte de trás da roupa.